Notícias

12/03/2012 - Irmãs diaconisas da Alemanha visitam trabalho do CAPA

Pelotas/RS - Acompanhadas do Pastor e ex-presidente da IECLB, Huberto Kirchheim e da sua esposa Marlene Kirchheim, as irmãs Inge Hiltel e Ilse Brendel, da cidade de Neuendettelsau, na Baviera, mostraram especial interesse em conhecer a região sul do Rio Grande do Sul. “Apesar de não ser a primeira vez que elas vêm ao Brasil, elas ainda não conheciam esta região do estado e fizeram questão de vir para cá”, explica Kirchheim. Aposentadas na Alemanha das funções de professora e enfermeira, Hiltel e Brendel trabalham atualmente como lideranças no trabalho diaconal – que significa serviço ao próximo - com idosos.



De acordo com a coordenadora do CAPA, Rita Surita, é um prazer muito grande receber parceiros alemães que sempre apoiaram o trabalho desenvolvido pelo CAPA e que foram fundamentais para o sucesso deste projeto. “A igreja da Alemanha sempre apoiou o que antes era muito mais um sonho, porque o Governo Brasileiro nem sempre acreditou neste projeto. O trabalho da IECLB há mais de 30 anos foi muito inovador fundando o CAPA. A época era muito difícil e estas parcerias foram fundamentais para que hoje sejamos considerados pelo Evangelischer Entwicklungsdienst (EED) – Serviço das Igrejas Evangélicas na Alemanha para o Desenvolvimento - uma referência mundial na produção de alimentos da agricultura familiar”, completa Rita.

Para as irmãs o objetivo principal da visita aqui na região é conhecer o sul e ver o que significa o trabalho com os excluídos. Segundo Hiltel, elas já tinham ouvido falar do CAPA e também deste trabalho de diaconia, o que despertou o interesse. Ainda, conforme explicou a irmã Brendel, elas pretendem conhecer o contexto cultural e também topográfico completamente diferente do que elas estão acostumadas e ver a influência pomerana. “Queremos identificar o que significou a presença dos alemães/pomeranos e da igreja aqui e o quanto isso interferiu em todo o desenvolvimento e construção da região”, acrescenta.


Também o Pastor e ex-presidente da IECLB, Huberto Kirchheim disse estar contente em voltar à região onde ele ajudou a fundar o CAPA. “Pessoalmente eu também fiquei muito entusiasmado em voltar. Praticamente conheço cada curva e trecho desta estrada e fico muito feliz e impressionado em ver que um trabalho da igreja, que começou tão pequeno, se tornou uma referência tão grande em tantos estados”, completou.

Recepcionando a comitiva estiveram presentes também o P. Artur Presser, o P. Osmar Prochnow, o engenheiro agrônomo fundador e assessor do CAPA, Ellemar Wojahn, o P. Sinodal, Dietmar Teske e o engenheiro agrônomo do CAPA em São Lourenço do Sul, Roni Bonow. Como parte da programação no município foi feita visita à Coopar, à Coxilha do Barão – com explanação histórica da imigração, a uma propriedade de agricultores familiares e ainda passeio na orla da Laguna dos Patos.

 

voltar

CAPA - Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor