CENTRO DE APOIO E PROMOÇÃO DA AGROECOLOGIA

Notícias

MAELA - CONE SUL – Encontro de Agroecologia

18-07-2018

37019296_2268769696469676_2018779584266240000_n

Entre os dias 11 e 14 de julho em Foz do Iguaçu, Brasil, reuniram-se os representantes do Movimento Agroecológico Latino-americano e Caribe (Maela) do Paraguai, Argentina, Chile, Cuba, México e Brasil. Ao total mais de 50 pessoas participaram e se envolveram nas atividades. 

O Maela se conforma em 4 regiões, Meso América, Andina, Caribe e Cone Sul, que é a região que Brasil faz parte, juntamente com Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai. Este encontro foi uma atividade específica do Cone Sul. O objetivo do Movimento Agroecológico é conectar experiências, lutas, organizações e pessoas dos mais diferentes lugares da América Latina e que, promovem a agroecologia nos mais diversos campos.   

As atividades iniciaram no dia 11 com uma visita a propriedade agroecológica da família do agricultor Luiz Arruda, em São Miguel do Iguaçu/PR, que a mais de 15 anos é agroecológica. O agricultor contou um pouco de sua vivência e o grupo pode conhecer a produção de palmito e a diversidade de frutas e hortaliças produzidas no sistema agroflorestal.  

No dia 12 aconteceu o Encontro das Mulheres e o Encontro da Juventude da região Cone Sul.  A juventude ao final dos trabalhos apresentou um pronunciamento sobre suas demandas e anseios. Nos dias 13 e 14 aconteceu o Seminário de Políticas Públicas, com relatos de experiências de políticas públicas implementadas no Chile, Cuba, Argentina, Paraguai e Brasil, nesse espaço de debate e dialogo também teve a participação e contribuição da FAO. 

Na noite do dia 13 o grupo também visitou a feira agroecológica do Gramadão em Foz do Iguaçu, afim de conhecer uma experiência de Feira da Lua (noite). Durante a tarde do dia 14 aconteceu a Assembleia da Região Cone Sul do Maela, que tinha como pauta, aprovação dos novos estatutos e acordos e eleição da nova coordenação. 

O atual coordenador da região do Cone Sul, Jhony Luchmann, enfatizou da proposta de realizar o encontro em Foz do Iguaçu, visto que a região é rica em experiências agroecológicas, além de territorialmente conformar uma tríplice fronteira. Além disso, destaca a importância de reunir-se enquanto movimento, pois fortalece e estreita as relações de agroecologia desenvolvidas nos territórios da nossa grande América Latina. 

Texto e fotos: Equipe CAPA Verê